13 de julho de 2009

Retornos; e as rabugices do costume...

-----É nas letras que encontro entendimento para as horas más. É assim desde os tempos em que era uma criança triste, e que escrevia tudo (alguns desses textos chegaram a valer-me nome e prémios na escola) com a ávida destreza dos desconsolados. Isto a propósito deste blogue, criado em resposta ao desafio «e se criasses um blogue?» que alguém me colocou numa conversa no messenger. E eu criei-o sem saber que criava uma porta para o meu passado. Recentemente celebrou o seu terceiro aniversário; ninguém reparou… ainda bem!

3 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns por mais um ano de Blogue, ninguém reparou porque datas é uma coisa que temos tendência a esquecer.
O que importa é que continues a escrever – a escrever com a alma e o sentimento que sempre te caracterizaram.
Vamos continuar a ler-te com a mesma avidez de sempre, mesmo que as datas nos passem despercebidas.

Beijo

Joana disse...

txe.... atrasadinha e tal.... :(
mas tambem nao avisas-te ninguém!!!

Falta de letrinhas....

Beijinhoooo

Até já!**

Serpa disse...

gostei do pormenor da indirecta "ninguém reparou, ainda bem", ora ai esta o que chamo atirar verdes para apanhar maduras eheh ;)

Porte-se ;)